fbpx

Ministra da agricultura espera que decisão sobre aumento da Cide saia hoje

Ela também garante que a retirada da cobrança do PIS/Cofins do etanol acontecerá

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante o lançamento da Câmara da Cerveja.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, voltou a defender na quinta-feira (30/4) o aumento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) da gasolina como contribuição para ajudar o setor de sucroenergético, especialmente às usinas que só produzem etanol.

LEIA MAIS > Governo vai aumentar CIDE e taxar importação de gasolina

De acordo com a ministra da Agricultura, houve queda na procura por etanol em meio à pandemia do novo coronavírus, e um eventual aumento da Cide da gasolina pode aumentar consumo. Tereza Cristina disse ao portal G1 que o assunto aguarda decisão do Ministério da Economia, mas que ela espera que anuncio aconteça hoje (4/5). Tereza Cristina destacou que é preciso dar uma sinalização urgente para o setor. “A Cide tem um problema técnico que é a ‘noventena’. Ou seja,  só pode acontecer em 90 dias. Mas já é uma sinalização importante. Espero que aconteça”, afirmou a ministra ao participar de uma videoconferência organizada por um banco.

LEIA MAIS > Aprovada, CIDE valerá só em 90 dias

Além do aumento da Cide, a ministra defende a retirada da cobrança do PIS/Cofins do etanol, que, garante, vai acontecer. “O que vem sendo discutido não são medidas estruturantes, são medidas emergenciais, para resolver o momento, que são o aumento da Cide na gasolina e o PIS/Cofins, que vai acontecer, mas a gente precisa que ele aconteça rápido”, disse. Segundo ela a ajuda vem sendo defendida pelo Ministério da Agricultura e também pelo Ministério de Minas e Energia.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X