Usinas

Exportações do agronegócio fecham 2022 com crescimento de 32%

Produção da safra de grãos 2021/22 é um dos fatores que estimularam o aumento

Exportações do agronegócio fecham 2022 com crescimento de 32%

As exportações do agronegócio fecharam 2022 em alta. Segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI), do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), os negócios neste segmento somaram US$ 159,09 bilhões, crescimento de 32% em relação ao ano anterior.

Os preços dos produtos exportados tiveram alta de 22,1% e o volume embarcado cresceu 8,1% comparado a 2021.

A produção da safra de grãos 2021/22, com 271,4 milhões de toneladas, é um dos fatores que estimularam o aumento.

O destaque foi para o milho, com 113 milhões de toneladas, e para a soja, com 126 milhões de toneladas.

LEIA MAIS > Distribuidoras de combustíveis já adquiriram cerca de 34,9 milhões de CBios

De acordo com Leonardo Sodré, CEO da GIROAgro, empresa de fertilizantes, “a produção brasileira vem crescendo ao longo dos anos, principalmente com adoção de tecnologias e utilização de fertilizantes, resultando em novos recordes a cada ciclo. Internamente, os Estados protagonizam suas especialidades e técnicas, gerando resultados que impactam na nossa visibilidade agronômica”.

Os setores exportadores que se destacaram foram o complexo da soja, representando 38,3% do total, seguido de carnes (16,1%), produtos florestais (10,4%), cereais, farinhas e preparações (9,1%) e o complexo sucroalcooleiro (8%). As importações registraram US$ 17,24 bilhões.

“O aumento se deve também às condições climáticas favoráveis que beneficiam a área plantada nas lavouras. É necessário manter pesquisas no radar para que especialistas e suas equipes possam se adaptar. Se mantivermos o ritmo de investimentos, novos recordes serão batidos nas próximas temporadas”, finaliza Sodré.

Banner Revistas Mobile