Mercado

Usinas recompram açúcar de exportação

O mercado interno está pagando mais pelo açúcar e usinas estão cancelando contratos de exportação para recolocar o produto internamente. A estimativa de analistas é de que cerca de 30 mil toneladas do produto tenham sido retirados da rota externa para serem revendidos no mercado interno. “E difícil precisar esse número. Mas somente a minha corretora fez nas últimas semanas 20 mil toneladas de wash-out (suspensão da entrega física com liquidação financeira da diferença entre os preços do contrato e os atuais)”, diz um trader. Ele conta que a maior parte do volume cancelado se refere a açúcar cristal, cuja demanda está muito aquecida no mercado interno.

Arnaldo Luiz Corrêa, da Archer Consulting, explica que o cancelamento desses contratos é feito de forma consensual com o comprador em troca. Inclui, obviamente uma compensação financeira, geralmente equivalente à diferença entre o preço fixado no contrato e o valor atual de mercado. “As usinas e tradings desfazem o negócio para aplicar o produto em outro mercado mais rentável, nesse caso específico, o interno”, acrescenta Correa, da Archer. Na última quarta-feira, a diferença de preços entre o açúcar cristal de exportação e de mercado interno estava próximo de R$ 1,50 por saca, o que significa que o mercado interno estava remunerando 3,2% mais.

Banner Evento Mobile