Mercado

Usinas de Pernambuco vão recompor florestas nativas

Vinte e dois usineiros firmaram, no Recife, um termo de compromisso com o governo estadual para recomposição da floresta na Zona da Mata. Até 2009, deverão ser plantadas 396 mil mudas nativas em 66 quilômetros ao longo das margens de rios da região.

Cada uma das 22 usinas de açúcar e álcool da região plantará 6.660 mudas por ano.

Segundo o presidente do Sindicato do Açúcar e do Álcool (Sindaçúcar/PE), Renato Cunha, haverá a melhoria do bioma, a estabilização das safras, além de agregação de valor à produção exportável. O secretário-executivo de Meio Ambiente, Ricardo Braga, destaca que as empresas também se comprometeram a fazer um mapeamento da área, para saber o que resta de mata atlântica, além de produzir as mudas. Ele confia que a parceria permitirá a adequação ambiental das usinas, incluindo a mão-de-obra da Zona da Mata na produção e venda de mudas. Algumas empresas já têm viveiros de essências nativas da mata atlântica, como a Bom Jesus e Cucaú, que cultivam mais de 70 espécies nativas.

Banner Evento Mobile