Mercado

Universidades estaduais terão centros tecnológicos de energias renováveis

O estado do Rio de Janeiro, que atualmente é o que conta com maior diversificação de matriz energética no País, dá mais um passo no sentido de se consolidar como pólo para viabilização de projetos de energias renováveis. Amanhã, às 11h, no Salão Verde do Palácio Guanabara, a governadora Rosinha Garotinho, o secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, e o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Wandeley de Souza, promovem o evento de assinatura dos Termos de Implantação dos Centros Tecnológicos de Energia Renovável da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e da Universidade do Norte Fluminense (Uenf) e também lançam o edital do Programa Rio Inovação II.

Os dois Centros Tecnológicos Universitários de Energias Renováveis serão os primeiros do País deste tipo, integrando formação e pesquisa e coordenando estudos e projetos em áreas como energia eólica (dos ventos), solar, álcool, biodisel, marés, ondas e hidrogênio, entre outras. Segundo o secretário Wagner Victer, o investimento inicial nas instalações físicas dos dois Centros será da ordem de R$ 1,4 milhão, realizados em parceria com a termelétrica TermoRio, pertencente à Petrobras.

Nos Centros Tecnológicos de Energia Renovável, que foram elaborados baseados em experiências adotadas em outros países como Israel, Noruega e Escócia, além de estudantes de graduação e de pós-graduação realizarem experiências e pesquisas, também serão instaladas unidades de demonstração, operadas através de energias renováveis. A idéia é que, através de convênios com escolas para realização de visitas guiadas aos Centros, estejamos divulgando para milhares de estudantes os benefícios da utilização da energia limpa, em plena sintonia com os compromissos do Protocolo de Kyoto, concluiu o secretário Wagner Victer.

Banner Revistas Mobile