Investimentos

Ultragaz avança na distribuição de biometano no país

Com gestão de ponta a ponta da cadeia de fornecimento de gás, companhia inova e viabiliza o acesso do combustível renovável

Ultragaz avança na distribuição de biometano no país

A Ultragaz anunciou a expansão da oferta de novas soluções em energia renovável no território nacional. A companhia, que adquiriu a Neogás em 2022 para ingressar no mercado de gás natural e biometano, agora avança para interiorizar o acesso do combustível, em larga escala, produzido a partir de resíduos orgânicos a grandes indústrias hoje localizadas em regiões não atendidas por gasodutos – conhecidas como off-grid.

A partir da infraestrutura da Ultragaz, empresas como Nestlé e PepsiCo passaram a contar com o fornecimento do biometano para apoiá-las em suas jornadas de descarbonização e metas ESG. Até o final de 2024, a Ultragaz prevê o fechamento de novos acordos de venda de biometano com setores estratégicos da indústria nacional, como o automotivo, metalúrgico, cerâmico, têxtil e o agronegócio.

A estratégia passa por viabilizar a conexão com os maiores produtores de biometano do país. Nesse sentido, fechou um acordo com a Essencis Biometano, parceria entre MDC e Solví Essencis Ambiental, localizada em Caieiras (SP), para produção do energético renovável proveniente do maior aterro sanitário em operação da América Latina, operado pela Solví. O volume de biometano previsto a ser fornecido à Ultragaz será de até 68 mil metros cúbicos ao dia.

Outro contrato recém firmado envolve o fornecimento estimado de até 10 mil metros cúbicos por dia de biometano, no estado do Rio de Janeiro, a partir da usina GNR Dois Arcos, em São Pedro da Aldeia – RJ. A planta tem o biogás captado e purificado também pela MDC, em unidade operada em parceria com o Grupo Osafi, proprietário do aterro.

“Desde o início da jornada de incorporação do biometano ao nosso portfólio, temos avançado para firmar parcerias estratégicas e aprimorar ainda mais nossa excelência operacional e expertise no transporte de GNC (Gás Natural Comprimido) via modal rodoviário, viabilizando assim uma importante alternativa sustentável aos clientes industriais”, comenta Guilherme Darezzo, Vice-presidente de Operações da Ultragaz.

De origem certificada e qualidade garantida, o biometano fornecido à Ultragaz segue as resoluções da ANP. A empresa já recebe o biometano no modal comprimido, reduzindo seu volume em aproximadamente 260 vezes, o que favorece sua escalabilidade e transporte para diversas regiões do Brasil. “Estamos em um momento-chave no setor e vemos o Brasil no centro das discussões globais sobre sustentabilidade. Por isso, queremos protagonizar a transição energética por meio de um portfólio completo de soluções em energia”, completa Darezzo.

Banner Revistas Mobile