Mercado

Temporais prejudicam hortaliças em Mogi das Cruzes

A chegada de uma frente fria no Estado de São Paulo, na quintafeira, causou o aumento da nebulosidade e das chuvas e queda na temperatura – a máxima, que superou os 35 graus em boa parte do Estado, ficou em torno dos 30 graus no fim de semana.

O contato da frente fria com o ar quente favoreceu a formação de temporais em Campinas, Piracicaba, Votuporanga, Pariquera-Açu, Presidente Prudente e Pindamonhangaba, prejudicando, principalmente, a produção de hortaliças em Mogi das Cruzes, onde, além da chuva intensa, o granizo também danificou os canteiros de rúcula, alface e couve.

BAIXA UMIDADE

Apesar da ocorrência de chuva em boa quantidade, a umidade do solo está abaixo de 50% da capacidade máxima de armazenamento em Adamantina, Limeira, Pindorama, Ribeirão Preto, Tatuí e Votuporanga, mantendo as restrições para o desenvolvimento das lavouras anuais, principalmente no norte, oeste e noroeste do Estado.

BOAS CONDIÇÕES

Nos canaviais de Piracicaba, Jaú e Presidente Prudente, e nos cafezais de Mococa e nas lavouras de milho e soja de Assis, a umidade está elevada e as condições para o desenvolvimento e frutificação das culturas são muito boas.

Mesmo com o tempo seco e as altas temperaturas – condições desfavoráveis para a propagação da doença -, a ferrugem da soja tem preocupado e continua se alastrando no noroeste do Estado. Novos focos foram encontrados em São José do Rio Preto, Zacarias, Ubarana e Mendonça. Por se propagar rapidamente – especialmente com temperatura entre 18 e 28 graus e alta umidade -, os produtores devem procurar identificar os focos da doença nos estágios iniciais.

COLHEITAS

A colheita da batata prosseguiu em Casa Branca e Vargem Grande do Sul e nas lavouras de figo de Valinhos e Campinas; de abacate de Jardinópolis; de lichia em Itapetininga; de limão em Taquaritinga; e de manga em Monte Alto, Urupês e Votuporanga. Nos seringais de Mirassol, São José do Rio Preto e Fernandópolis a extração do látex segue com bom desempenho.

* Fábio Marin é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária (trabalho desenvolvido com o Instituto Agronômico – IAC. Para mais informações sobre clima e temperatura, acesse os sites www.agritempo.gov.br e http://ciiagro.iac.sp.gov.br)

Banner Evento Mobile