Mercado

Tecnologia da informação gera resultados positivos no setor

Reconhecido mundialmente como o maior e melhor produtor de etanol e açúcar do mundo, o Brasil também se destaca por exportar soluções de software para o setor para a América Latina, Caribe e África.

O processo produtivo que vai desde a pesquisa no desenvolvimento de variedades, processo de plantio, tratos, colheita e finalmente o processamento da cana para a produção do açúcar ou de etanol, deve ser gerido a partir de ferramentas especialistas de AgroTI. Essas soluções objetivam maximizar os resultados em produtividade, qualidade, planejamento, rastreabilidade e gestão das questões ambientais. “A Biosalc, com quase 20 anos de experiência no desenvolvimento de sistemas AgroTI, se transformou na maior exportadora para a América Latina e Caribe e com ingresso agora também no mercado africano”, afirma Sidnei De Sicco, diretor da empresa.

De acordo com o executivo, hoje com filial na Colômbia e brevemente no México, a Biosalc ajuda a consolidar a liderança do Brasil como principal “player” do mercado sucroenergético mundial. “Temos acompanhado o crescimento da utilização de sistemas em toda a cadeia produtiva e não somente nas usinas”, comenta De Sicco.

Entre as prioridades da Biosalc está a área de P&D que tem por missão criar inovações com o objetivo de garantir aos usuários facilidade no uso das ferramentas e melhoria contínua dos processos de gestão, sempre segundo as melhores práticas do segmento.

A partir de agora, o mercado já pode contar com o sistema ERP da Biosalc para a gestão administrativa e financeira. “Com essas ferramentas a Biosalc completa a sua oferta com a suite de back office e core business”, frisa o diretor.

Confira matéria completa no Anuário da Cana 2010, que será lançado no Simtec.

Banner Revistas Mobile