Mercado

Stephanes anuncia R$ 2,5 bilhões para financiar estocagem de etanol

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, anunciou nesta quinta-feira, que o governo vai liberar R$ 2,5 bilhões para o programa de financiamento da estocagem de cinco bilhões de litros de etanol na safra 2009/2010. “A intenção é proporcionar melhores condições para a equalização de preços entre o açúcar e o etanol e o adequado abastecimento interno, evitando problemas no período de entressafra”, explicou o ministro.

A crise financeira internacional provocou, segundo Stephanes, forte restrição na obtenção de financiamentos para capital de giro, agravada pela falta de garantias reais não comprometidas. Os recursos estarão disponíveis a partir de maio, quando começará a moagem da cana-de-açúcar.

“O financiamento para o carrego de estoques é um importante instrumento comercial que não vinha sendo utilizado pelo setor. Sua implementação é fundamental para o bom comportamento do mercado”, informou o secretário de Produção e Agroenergia, Manoel Bertone.

O programa – Os recursos são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O volume a ser financiado é de 3,3 bilhões de litros e o preço de referência será de R$ 0,70 por litro de etanol. A garantia será na proporção de 1,5 litro para cada litro financiado. O prazo de financiamento é de seis meses, de acordo com o plano de estocagem apresentado por empresa.

O governo federal utilizou este programa de financiamento para estocagem até a safra 2004/2005. Com esta medida, o governo concede financiamento às usinas mediante a garantia do estoque de etanol. Isso reduz a oferta do produto durante a safra e evita que os preços fiquem abaixo do custo de produção ou que se elevem na entressafra, de janeiro a março, quando os estoques das usinas são liberados com os vencimentos dos contratos.

Produção – Na safra 2008/2009, a produção de etanol do Brasil chegou a 27 bilhões de litros. Para a próxima safra, a previsão é atingir 28 bilhões de litros. O incremento deve atender ao aumento do ritmo dos veículos com tecnologia flex fuel. O consumo interno de etanol deve passar de 21 bilhões de litros, em 2008, para 23 bilhões de litros, este ano.

Banner Evento Mobile