Mercado

Setor sucroalcooleiro é destaque nas regiões paulistas que abriram mais vagas em janeiro

As maiores oscilações no mercado de trabalho da indústria paulista, para cima ou para baixo, continuam sendo observadas em cidades do interior do estado, com especial destaque para segmentos de produtos alimentícios e de máquinas e equipamentos.

O levantamento feito pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) no mês de janeiro mostra que as cidades onde a criação de vagas teve aumento mais expressivo, como Rio Claro (4,22%), Sertãozinho (3,48%) e Araraquara (1,76%), tiveram impulso com o processamento de cana de açúcar (incluída em produtos alimentícios) e de máquinas e equipamentos, em geral dedicadas justamente a esse segmento industrial que produz açúcar e álcool.

Para Boris Tabacof, diretor do Departamento de Economia (Depecon) do Ciesp, o desempenho do setor pode estar associado também à busca crescente de alternativas de combustível aos derivados de petróleo, vide a expansão das vendas de carros bi-combustível.

Segundo Carlos Cavalcanti, economista-chefe do Ciesp, os preços internacionais favoráveis de açúcar e álcool favorecem a expansão da indústria sucroalcooleira. Segundo ele, até 2008 dez novas usinas serão instaladas no estado de São Paulo. ” A produção de álcool e açúcar está sendo beneficiada pelo comportamento do mercado internacional ” .

No caso das cidades de pior desempenho no índice de emprego, como Matão (-3,80%), Araçatuba (-3,06%) e Jaú (-1,67%), outros componentes do grupo de produtos alimentícios, como sucos, afetaram negativamente o índice. Nesses municípios também pesou o declínio das vagas nas indústrias ligadas ao setor de calçados.

Banner Evento Mobile