Mercado

Sermatec e Renk Zanini terão nova fábrica

A Sermatec e Renk Zanini, fornecedoras de equipamentos pesados para indústrias, com ênfase no setor sucroalcooleiro, e controladas pela família Biagi, estudam investir em uma nova fábrica para atender à crescente demanda por usinas no país e também em novos projetos para co-geração de energia a partir da biomassa.

Segundo Marcelo Taparelli, diretor-superintendente das duas companhias, os estudos devem ser concluídos em janeiro e a decisão do investimento será tomada ainda no primeiro trimestre de 2008. O grupo analisa a construção da nova fábrica em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul, mas este último Estado poderá levar a melhor. Taparelli disse que a planta poderá ser erguida na região de Dourados, onde se concentra o novo pólo sucroalcooleiro. Neste ano, os grupos investiram R$ 45 milhões na compra de novos equipamentos e ampliações nas áreas de produção das duas plantas.

As duas empresas devem encerrar 2007 com faturamento de R$ 620 milhões, 300% acima do registrado em 2006. A Sermatec, de Sertãozinho (SP), é especializada em difusores (para extração de sacarose para a produção de açúcar e álcool) e caldeiras para co-geração de energia. A Renk Zanini, de Cravinhos (SP), é fabricante de moendas. A carteira das duas empresas soma R$ 2,6 bilhões para a capacidade industrial plena contratada até 2010.

Taparelli afirmou que a fusão entre a Sermatec e a Renk Zanini segue ainda em análise. O executivo também destacou a entrada do grupo em novos segmentos, como o mercado de papel e celulose e o mercado da mineração, e a reativação da Zaci, trading do grupo que passou a gerenciar as exportações e importações das empresas. (MS)

Banner Evento Mobile