Mercado

Senado dos EUA prorroga tarifa sobre álcool do Brasil até 2011

O Comitê de Finanças do Senado dos EUA aprovou nesta quinta-feira (4) um pacote fiscal de US$ 16 bilhões para manter um programa de ajuda a produtores agrícolas. Entre as medidas do pacote está a prorrogação, até 2011, da cobrança da tarifa de US$ 0,54 por galão (3,785 litros) de álcool importado, o que afeta o Brasil.

Segundo relatório da Embaixada do Brasil em Washington, divulgado em maio, as vendas de álcool para os EUA no ano passado atingiram US$ 1 bilhão, contra US$ 98 milhões em 2005 –uma diferença de cerca de 920%.

O pacote ainda reduz em US$ 0,05 a chamada “excise tax” (imposto incidente sobre produtos específicos) sobre o álcool, para US$ 0,46, quando a produção exceder 7,5 bilhões de galões por ano.

A criação do pacote foi vista como o primeiro passo do Senado na criação da nova lei agrícola, ao liberar recursos para uso do Comitê Agrícola –que deve se reunir no próximo dia 23 para elaborar a nova lei.

A decisão de ontem ficou em linha com as recomendações que o Senado já vinha recebendo. Em junho, o senador republicano Charles Grassley (Indiana) disse, em favor da manutenção da tarifa, que o álcool comprado do Brasil já entra nos EUA livre de tarifas através dos países do Caribe. “O fato é que o Brasil não está tirando vantagem da isenção de tarifas de que atualmente dispõe”, afirmou à época.

Banner Evento Mobile