Mercado

Semana foi negativa para a agroindústria

As empresas do agronegócio listadas na BM&F Bovespa tiveram semana de fortes quedas, acima das registradas pelo Ibovespa. A maior parte dos papéis das empresas caiu mais de 5%, enquanto o indicador, recuou 3,07%. Os preços ainda muito desvalorizados do petróleo e sua influência para as empresas do segmento de grãos e biocombustíveis, justificam o desempenho mais negativo deste setor, na avaliação de Peter Ping Ho, da Corretora Planner. A maior retração foi da SLC Agrícola, que atua na produção de grãos (-13,24%).

As ações da Cosan S.A. recuaram 9,7% entre 16 e 23 deste mês de R$ 10,61 para R$ 9,58. De acordo com Ping Ho, os papéis da empresa foram pressionados na semana por causa da manutenção dos preços do petróleo em níveis muito baixos – US$ 46 o barril. “Há expectativa de que essas cotações baixas possam influenciar o preço da gasolina no Brasil com um possível reajuste de preço pela Petrobras, o que iria prejudicar muito a lucratividade do álcool”, explica o especialista. Os papéis da Açúcar Guarani foram menos pressionados, com queda de 5,45%, de R$ 2,20 para R$ 2,08.

A renúncia inesperada pelo mercado do diretor-financeiro do JBS Friboi, Sérgio Longo, também ajudou a consolidar a queda de 10,49% nas ações da companhia. Em nota, a empresa menciona elogios do CEO, Joesley Batista, ao diretor, mas o mercado considerou que não houve uma explicação clara sobre sua saída e avaliou a noticia como negativa. “Há também o fato de que os papéis das empresas de carmes estão sendo penalizados pelos indicadores negativos das economias dos países asiáticos e europeus, para quem as companhias mais exportam”, detalha Ping Ho.

O frigorífico Marfrig também recuou forte (-7,18%), juntamente com o Minerva (-8,87%). Ainda compactuou com as perdas a Perdigão S.A. (-8,96%), cujas ações recuaram de R$ 33,50 para R$ 30,50.

Na contramão de suas semelhantes, a Sadia S.A. viu suas ações se valorizarem na última semana. Os papéis da companhia subiram 0,72% para R$ 4,20. “A Sadia foi muito penalizada na semana passada, com o mercado arbitrando seus papéis. O excesso de queda agora foi corrigido. Mas a tendência é que as ações da Sadia sigam o movimento das da Perdigão”. (Fabiana Batista)

Banner Evento Mobile