Mercado

Segunda semana de setembro registra maior importação do ano

No mês, balança acumula saldo de US$ 1,666 bi, com exportações de US$ 6,625 bi e importações de US$ 4,959 bi

As importações brasileiras na segunda semana de setembro obtiveram o melhor desempenho do ano em cinco dias úteis, atingindo a US$ 2,681 bilhões. Entretanto, pelo critério da média diária, as compras do mercado internacional caíram 5,8% naquele período, em comparação à primeira semana do mês (US$ 536,2 milhões, contra US$ 569,5 milhões). As exportações somaram US$ 3,143 bilhões, resultado 27,8% menor que o verificado na semana anterior em termos de média diária (US$ 628,6 milhões contra US$ 870,5 milhões). O saldo comercial registrado na segunda semana de setembro chegou a US$ 462 mi, o que representou uma queda de 61,63% em relação ao superávit de US$ 1,204 bi obtido na primeira.

Em comparação com a primeira semana do mês, observou-se queda nas exportações das três categorias de produto nessa semana. Os embarques de manufaturados apresentaram redução de 39,9%, com retração, principalmente de laminados de ferro e aço, veículos de carga, motores para veículos, aviões, açúcar refinado, autopeças e automóveis. As vendas de produtos semimanufaturados registraram queda de 20,7% com destaque para, alumínio em bruto, ferro-ligas, ferro fundido, couros e peles e óleo de soja em bruto. As vendas de básicos apresentaram a menor queda (-1,5%), especialmente carne de frango e suína, farelo de soja, fumo em folhas, milho em grão e petróleo em bruto. A retração observada nas importações foi motivada pela redução dos gastos com combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, produtos farmacêuticos, e aeronaves e peças.

Mês

No mês, as empresas brasileiras exportaram US$ 6,625 bi, com média diária de US$ 736,1 mi, valor 17,1% maior que o registrado em setembro do 2006 (US$ 628,9 mi). Nessa comparação observa-se aumento dos embarques das três categorias de produtos: manufaturados (+29,8%), básicos (+6,4%) e semimanufaturados (+0,2%). Comparando com agosto último, as vendas brasileiras ao mercado internacional cresceram 12,1%, com destaque para as vendas de manufaturados (+29%). As outras duas categorias apresentaram queda: básicos (-4,5%) e semimanufaturados (-2,1%).

As importações brasileiras somam, nas duas primeiras semanas do mês, US$ 4,959 bi, com média diária de US$ 551 mi. Comparando com o desempenho em setembro de 2006 (media diária de US$ 405,5 mi), observa-se aumento de 35,9%, principalmente nas compras de veículos automóveis e partes (+65,1%), produtos siderúrgicos (+62,2%), equipamentos mecânicos (+51,2%), cereais e produtos de moagem (+46,5%), combustíveis e lubrificantes (+45,2%) e instrumentos de ótica e precisão (+37,3%). Em relação a agosto de 2007 (média diária US$ 502,9 mi), as importações nas duas primeiras semanas de setembro foram 9,6% maior.

Acumulado

De janeiro à segunda semana de setembro, as exportações brasileiras somam US$ 109,059 bi, valor 19,3% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 91,389 bi). As importações cresceram 31,3% de US$ 60,821 bi para US$ 79,880 bi. O saldo da Balança Comercial Brasileira apresentado é superavitário em US$ 29,179 bi, valor 4,5% menor que o apresentado no mesmo período do ano passado US$ 30,568 bi. (Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MDIC)

Banner Evento Mobile