Mercado

Secretário destaca potencialidades do Tocantins na produção da bioenergia

Afirmando que o Tocantins tem potencial para produzir diversos tipos de produtos para gerar energia o secretário Estadual da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Sahium, explicou que o estado já produz hoje, por exemplo, 12 milhões de litros de álcool por ano e que a meta é chegar a 320 milhões de litros, além de possuir 14 milhões de hectares para a produção do biodiesel.

O secretário aproveitou o módulo “Energia Elétrica e Biodiesel” para mostrar as potencialidades que o Tocantins oferece. Ele ressaltou que no caso do Biodiesel, “existe no extrato da Agricultura Familiar mais de 40 mil propriedades” para produzir a matéria prima e 14 milhões de hectares disponíveis, abrangendo uma grande área do Estado específica para a cultura das plantas de onde se extrai o biodiesel, que vai do município de Pium até Araguacema.

Ainda sobre as potencialidades o secretário aproveitou para mostrar que 82% da economia do Estado é baseada no agronégocio, o restante pela indústria e demonstrou as potencialidades da região para receber investimentos. Sahium falou também sobre os projetos em andamento, como o Manuel Alves, que já está com 60% construído, e o São João, faltando apenas 30%. “O Estado do Tocantins tem condições ímpar para a produção de diversos produtos”, ressaltou.

Dentro do mesmo módulo, onde estava inserido também o tema Energia Termoelétricas, a representante da Abraget – Associação Brasileira de Geradoras Termelétricas, Carla Marina Campos Pacheco, ressaltou as potencialidades do Tocantins e informou que existe a previsão para a construção de um gasoduto que vai cortar os estados de Minas, São Paulo, Goiás, Tocantins e Maranhão. Ela explicou ainda que, em termos de energia, com o advento da ferrovia Norte-Sul haverá facilidade de exportação de carvão através do Porto de Itaqui (MA), que estará ligado ao Estado pela Ferrovia.

Banner Evento Mobile