Mercado

Santa Lydia é vendida por R$ 23,8 milhões

A Usina Santa Lydia, de Ribeirão Preto, SP, foi arrematada por R$ 23,827 milhões, em leilão realizado nesta terça-feira, na Câmara Municipal de Cravinhos, SP. A PIE-RP Termoelétrica S/A, única a dar lance, comprou a unidade com deságio de 22,3%, já que o edital determinava um valor mínimo de R$ 30,7 milhões.

O leilão foi realizado em dois lotes, porque a trading Sucden conseguiu embargar judicialmente a entrega da cana-de-açúcar plantada até a safra 2008/2009. Por decisão da Justiça, a cana foi separada dos demais bens. Apesar disso, o lote foi arrematado pela PIE-RP por R$ 327 mil.

A PIE-RP – Produtora Independente de Energia de Ribeirão Preto, que já arrendava a área da antiga usina desde 2001, deverá ampliar a produção de energia no local. Hoje são produzidos 27 MW de energia elétrica utilizando bagaço de cana.

Lixo orgânico

A PIE-RP é a única termoelétrica do País a produzir energia elétrica, utilizando somente bagaço de cana, sem estar ligada a uma usina de açúcar. A partir de 2009, a empresa pretende substituir o bagaço pelo lixo orgânico. O projeto depende de liberação da Secretaria de Estado Meio Ambiente.

Para produzir energia a partir do lixo, a empresa deverá investir R$ 30 milhões. Entre os projetos para utilização do restante da área de 161 alqueires não está prevista a produção de açúcar e álcool. A antiga usina está desativada há uma década.

Banner Evento Mobile