Mercado

Safra 2007/08: Indústria deverá moer 10,6% a mais

A indústria brasileira deverá esmagar 475,1 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2007/08, um crescimento de 10,6% em relação ao ciclo anterior. A estimativa foi divulgada hoje pela Conab – Companhia Nacional de Abastecimento.

A cana destinada à indústria sucroalcooleira correponde a 86,4% da colheita total, também para outras finalidades, que deve alcançar 549,9 milhões de toneladas. O volume, recorde pela terceira safra consecutiva, é 15,8% superior à safra 2006/07.

O estado de São Paulo responde por 58% da colheita. Segundo o diretor de Logística e Gestão Empresarial da Conab, Sílvio Porto, 223,5 milhões de toneladas serão usadas para a fabricação de açúcar e 251,6 milhões de toneladas para a indústria do álcool hidratado (usado nas bombas dos postos) e anidro (que é misturado na gasolina).

Os outros 74,8 milhões de toneladas serão usados para outros fins, como cachaça, rapadura, alimentação animal e semente.

Plantação

Na safra 2007/08, a área cultivada aumentou 13%. Dos 6,2 milhões de hectares na última safra, salto para 7 milhões de hectares. O resultado é atribuído principalmente à ocupação da cultura em áreas com pastagens degradadas.

A expansão ocorreu em todo país, com destaque para os estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Mato Grosso e Paraná.

A pesquisa de campo, realizada entre os dias 5 e 16 de novembro, mobilizou 47 técnicos, nos principais estados produtores. Eles conversaram com 355 representantes de usinas e destilarias e de 60 entidades, entre sindicatos, associações, órgãos públicos e privados.

Banner Evento Mobile