Mercado

Rio de Janeiro terá biodiesel a partir de quarta-feira dia 9

A partir de quarta-feira, dia 9 de novembro, o biodiesel começará a ser comercializado no Rio de Janeiro. Pioneiramente, cinco postos da ALE Combustíveis na capital fluminense terão nas bombas o novo combustível, uma energia renovável obtida a partir de vegetais oleaginosos, como palma, nabo forrageiro, mamona, soja, girassol e babaçu.

Para marcar o início do programa no Estado, será realizada uma entrevista coletiva, às 11h, na sede do Sindicarga (Rua Jequiriçá, 167 – Penha), seguida de um brunch. Na seqüência, será feito o primeiro abastecimento de biodiesel no Rio de Janeiro, no posto ALE Jatinho (Rua Grussaí, 900, Penha).

O Programa Biodiesel foi assinado pelo presidente Lula em dezembro de 2004 e permite o uso do biodiesel na matriz energética brasileira a partir deste ano. Em uma primeira fase, permite a mistura de 2% de biodiesel no óleo diesel (chamada mistura B2), tornando-se obrigatória a partir de 2006. Em 2010, o índice deverá passar para 5%. Além de ser menos poluente e aumentar a vida útil dos motores, o biodiesel tem um caráter social. O objetivo do governo é incentivar a fixação do homem no campo.

A ALE Combustíveis foi a primeira distribuidora a comercializar o biodiesel no país. Em março deste ano, foi feito o primeiro abastecimento de biodiesel no posto ALE Ponteio, em Belo Horizonte (MG). Hoje, a empresa distribui, por ano, cerca de 6,2 milhões de litros do produto a cinco postos na capital mineira, quatro em São Paulo e um em Montes Claros.

Banner Revistas Mobile