Mercado

Produtora de etanol Aventine, do Citi, pede concordata

A produtora norte-americana de etanol Aventine Renewable Energy Holdings Inc., cujo maior investidor é uma divisão do Citigroup Inc., pediu concordata depois de contabilizar um prejuízo líquido de US$ 36,9 milhões no quarto trimestre terminado em 16 de março.

A empresa declarou um endividamento de US$ 490,7 milhões e ativos de US$ 799,5 milhões em 31 de dezembro do ano passadonos documentos com os quais protocolou o pedido de concordata no Tribunal Federal de Falências em Wilmington, no Estado de Delaware. Seis das afiliadas da empresa também pediram concordata.

A Aventine se junta a produtoras como a Renew Energy LLC, a Cascade Grain Products LLC e a VeraSun Energy Corp. ao pedir concordata num momento em que a oferta excedente de etanol, as flutuações dos custos do milho e a queda dos preços dos combustíveis comprometem as operações das usinas. A Valero Energy Corp., maior refinaria de petróleo dos EUA, comprou algumas usinas de etanol da VeraSun em leilão.A Aventine, sediada no Estado de Illinois, disse que seus demonstrativos financeiros de 2008 incluirão uma explicação dos contadores que revela sua “dúvida significativa” quanto à capacidade da empresa de continuar operando. A Aventine tinha dito que poderia pedir concordata se não conseguisse obter liquidez “num prazo muito curto.”

A Aventine tem US$ 300 milhões em notas a prazo não garantidas de 10 por cento com vencimento em 2017 e corria o risco de deixar de honrar o pagamento ou pedir concordata se não conseguisse trocá-las por um acordo de pagamento em espécie que adiaria a quitação dos juros, disse a Ratings Services em relatório divulgado ainda em março. A Standart&Poor’s rebaixou sua classificação de crédito corporativo de longo prazo da Aventine de CCC+ para CC.

A entidade de classe dos produtores de etanol Growth Energy pediu ao Departamento de Proteção Ambiental dos EUA que elevasse a proporção de etanol na gasolina adotada pelo país de 10% para 15%. O aumento criaria 136.101 novos empregos e injetaria cerca de US$ 24,4 bilhões na economia americana, com as novas usinas e os trabalhadores para operá-las, disse a Growth Energy.

Cerca de 2,7 bilhões de galões (de 3,785 litros cada) de capacidade instalada de produção anual de etanol estão ociosos no país, segundo a Archer Daniels Midland Co., a terceira maior fabricante norte-americana do combustível.

Banner Evento Mobile