Mercado

PIB do agronegócio cresceu 3,73% até agosto

O PIB – Produto Interno Bruto do agronegócio brasileiro acumulou crescimento de 3,73% até agosto deste ano. Algodão, milho, soja, trigo e cana-de-açúcar respondem por 1,27% do índice. A estimativa é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP).

A cana-de-açúcar registrou aumento no volume de produção, enquanto o trigo teve significativa elevação de preço. Já o milho e a soja cresceram em volume de produção e em preços, enquanto o algodão registrou expansão na produção e pequena queda de preço.

Os dados divulgados ontem confirmam as expectativas de um crescimento equilibrado entre agricultura e pecuária. Embora tenha desacelerado em agosto, o segmento pecuário continua liderando o bom desempenho do setor, com aumento de 1,25% em agosto e crescimento acumulado no ano de 7,07%.

Os insumos agropecuários, principalmente para a agricultura, mostraram resultado positivo e acumulam crescimento de 8,12% no ano. Já os insumos pecuários atingiram taxa de crescimento de 5,5% até agosto.

Faturamento

Os preços internacionais sustentaram os valores de mercado dos principais produtos agropecuários. Para o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária, as estimativas de novembro indicam que o faturamento bruto do setor deverá crescer 13,46%, em 2007, atingindo R$ 203,9 bilhões. Em 2006, o VBP foi de R$ 178,9 bilhões.

A CNA prevê que o VBP da agricultura feche o ano em R$ 123,1 bilhões, frente aos R$ 107,5 bilhões de 2006. Já o faturamento da pecuária deve alcançar R$ 79,9 bilhões, um aumento de 11,86% em relação aos R$ 71,4 bilhões do ano passado.

Banner Evento Mobile