Mercado

Petrobras começa distribuir biodiesel..

As primeiras remessas do produto começaram a sair do Maranhão na semana passada. A Petrobras inicia este mês a distribuição do biodiesel no País, por meio da sua unidade de comercialização de São Luís (MA), responsável pelo faturamento do biocombustível produzido na fábrica da Brasil Ecodiesel, em Floriano, no Piauí. O produto deve chegar aos postos de combustíveis de vários estados ainda este mês.

As primeiras remessas do biodiesel começaram a sair da fábrica na semana passada, com destino a unidades da BR Distribuidora em Fortaleza, no Ceará, e em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A mistura do biodiesel (de início 2%) ao óleo diesel é feita pela própria distribuidora. Até ontem, as notas faturadas pela unidade de São Luís somavam 400 m³ de biodesel (400 mil litros). Novos contratos estão sendo negociados, segundo o gerente comercial da Petrobras no Maranhão, Rogério Ferreira da Silva.

Até o final do mês está previsto o fornecimento de três mil metros cúbicos, a ser faturado pela unidade da Petrobras em São Luís na modalidade spot – vendas sem contrato definitivo. O produto é transportado em caminhões-tanque.

A Brasil Ecodiesel, o maior fornecedor de biodiesel do País, vai fornecer 38 milhões de litros até o final do ano, o equivalente a 55% dos 70 milhões de litros contratados por meio do I Leilão de Biodiesel da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), realizado em novembro do ano passado. Os 45% restantes foram contratados pela ANP com outros fabricantes (Agropalma, do Pará; Soy Minas, de Minas Gerais e Granol, de São Paulo).

Dos 38 milhões de litros, volume a ser produzido pela fábrica de Floriano, 93% já estão comprados pela Petrobras para este ano e, 7% vendidos para a Refap, produtora de óleo diesel do Rio Grande do Sul. O biodiesel é vendido à Petrobras ao preço de R$ 1,909 o litro.

Ao apontar as vantagens da distribuição do biodiesel no mercado, Ferreira destaca os benefícios do programa de incentivo ao biodiesel como um todo, com o envolvimento da agricultura familiar, que participa com o plantio da matéria-prima. “O governo está preocupado tanto com a questão da agricultura familiar como com a questão ambiental. O programa traz ganhos sociais, ambientais e econômicos”, avalia o gerente.

O biodiesel da Brasil Ecodiesel é produzido a partir da mamona. O plantio envolve áreas próprias e em parceria com a agricultura familiar nos estados do Nordeste, gerando emprego e renda a milhares de pequenos agricultores. Atualmente, a empresa possui 35 mil hectares plantados nos estados do Nordeste. A meta é plantar este ano mais 80 mil hectares de mamona.

Novas fábricas

A fábrica da Brasil Ecodiesel em Floriano, no Piauí, foi inaugurada em agosto do ano passado. A solenidade contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A empresa é a primeira usina de biodiesel do Nordeste e o empreendimento custou R$ 20 milhões.

“Queremos inaugurar mais três fábricas de biodiesel, duas ainda neste ano”, informou o presidente da Brasil Ecodiesel, Nelson Silveira. A instalação das novas fábricas está prevista para iniciar a partir de agosto nos estados do Ceará (a primeira), Bahia e Maranhão, sendo que a terceira deve iniciar a operação em janeiro de 2007.

A localização da segunda unidade dos três novos empreendimentos ainda será decidida entre os estados do Maranhão e Bahia.

Cada fábrica irá receber investimentos no valor de R$ 30 milhões, incluindo usina e esmagadora para o processamento da mamona. A viabilização dos empreendimentos devem contar com financiamento de bancos privados.

A instalação das novas fábricas aguarda ainda o próximo leilão de biodiesel da ANP, previsto para o próximo mês, o que garantirá a compra da produção. “Esperamos ganhar o leilão para implantar as novas fábricas”, disse Silveira, destacando que o foco da Brasil Ecodiesel, no momento, é o mercado nacional.

kicker: A unidade de São Luís é responsável pelo faturamento do biocombustível produzido pela Brasil Ecodiesel, do Piauí

Banner Evento Mobile