Mercado

Panorama politico

A “doença holandesa”, patologia alusiva à concentração da economia em um único ramo industrial, contaminou a Bahia. A crise e a redução da cotação do petróleo atingiram em cheio o estado, cuja economia está baseada na produção petroquímica. A queda na arrecadação do ICMS é de 40%, uma perda mensal de R$ 273 milhões. Essa situação foi construída pelos governos que se sucederam nos últimos 30 anos, mas quem está pagando a conta é o governador Jaques Wagner.

O lobby dos usineiros

Os governadores de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB), deixaram as diferenças políticas de lado e se reuniram com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), na noite de quinta-feira. Foram defender os interesses da indústria sucro-alcooleira. O governo já criou linh! as de crédito para financiar a produção, mas isso não resolveu os problemas dos usineiros.

Eles continuam com dificuldades para tomar recursos nos bancos. Ocorre que muitas dessas empresas não têm CND (Certidão Negativa de Débito). Os governadores querem que o governo garanta o financiamento sem a certidão. Tem que mudar mesmo. Esse modelo está furado. Vai acabar matando todo mundo” — Sérgio Guerra, senador (PSDB-PE), criticando medidas anunciadas pelas Mesas da Câmara e do Senado sobre passagens aéreas

NA COLA. Um integrante da claque do delegado Protógenes Queiroz acompanhou, ostensivamente, o depoimento do banqueiro Daniel Dantas, anteontem, na CPI do Grampo. O banqueiro foi alvo da Operação Satiagraha, da Polícia Federal, em cujo relatório Protógenes narrava uma disputa do bem contra o mal. Dantas, que é acusado de tentar subornar a PF, foi inserido na categoria do mal pelo delegado.

Inconformado

O ministro José Gomes Temporão anda irritado com a politização da nomeação de Geraldo Di Biasi para dirigir o Hospital de Ipanema. Alega que ele é servidor de carreira há 35 anos e, em 2005, foi o mais votado em eleição direta para a diretoria.

Fora do ar

O corregedor do TRE do Rio, Luiz de Mello Serra, aceitou representação do deputado Índio da Costa (DEM-RJ) e mandou tirar de circulação o site “Volta Garotinho”. Mandou também o Google acabar com a comunidade “Movimento Volta Garotinho” no Orkut.

Uma constituinte para a reforma política

São tantas as dificuldades para se fazer uma reforma política que o líder do PT, deputado Cândido Vaccarezza (SP), vai propor aos demais partidos aprovar uma constituinte exclusiva sobre o assunto. Funcionaria assim: os deputados e senadores eleitos em 2010 teriam delegação para aprovar, por maioria absoluta, mudanças na legislação eleitoral e partidária, durante um ano, em 2011. A ideia é do petista José Genoino (SP).

A crise e a jornada de 40 horas

O PT resolveu medir forças contra a dobradinha PSDB-DEM. Com o apoio do PMDB, os petistas querem colocar em votação na Câmara a proposta que reduz a jornada semanal de trabalho de 44 horas para 40 horas, sem redução dos salários.

Essa é uma bandeira das centrais sindicais. A oposição não quer conversa.

Alega que é temerário elevar os custos de produção das empresas e que, em um momento de crise, essa mudança dificultaria novas contratações. O Ministro Nelson Jobim (Defesa) assinou portaria estendendo para as militares a prorrogação da licença-maternidade de quatro para seis meses.

O imortal do Trabalho. O ministro Tarso Genro (Justiça) tomou posse na cadeira 14 da Academia Nacional de Direito do Trabalho. São cem os imortais.

O presidente da OAB do Ceará, Hélio Leitão, já decidiu que vai concorrer a uma vaga de deputado federal pelo PCdoB do seu estado. O símbolo da sua campanha será uma foice e uma toga.

ILIMAR FRANCO com Fernanda Krakovics, sucursais e correspondentes

Banner Evento Mobile