Mercado

Lula elogia Dilma e diz que não assistiu defesa de Palocci

No dia em que era aguardada a prometida menção pública de apoio ao ministro da Fazenda, Antonio Palocci Filho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez elogios à ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em discurso numa solenidade sobre biodiesel. Foram seis citações à ministra e nenhuma a Palocci.

Depois do discurso, em rápida resposta a perguntas dos repórteres, Lula disse que a imprensa cria e destrói homens-fortes, numa referência a Palocci. Indagado se o ministro da Fazenda ainda é um homem-forte no governo, Lula declarou: “Toda vez que vocês [jornalistas] criam um homem-forte num dia, no outro dia vocês querem derrubar”.

A seguir, Lula comentou o desempenho do ministro da Fazenda no depoimento à CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado anteontem: “Foi bem, foi bem, foi bem, foi bem. Não consegui assistir porque estava trabalhando, mas, de qualquer forma, pelo o que vi do que vocês [jornalistas] escreveram, ele foi bem”.

Em conversas reservadas, auxiliares tentaram minimizar os elogios a Dilma no discurso da solenidade. Disseram que era natural Lula citar Dilma numa solenidade sobre biodiesel, pois ela é da área energética -foi ministra das Minas e Energia antes de assumir a Casa Civil em junho. Afirmaram que Lula citará Palocci numa cerimônia sobre economia ou na entrevista de hoje a rádios, quando provavelmente será questionado a respeito do assunto.

Sobre Dilma, Lula não economizou gestos de simpatia ao seu trabalho no governo. “Acho que a exigência do mundo, hoje, por opções de combustíveis vai exigir que ultrapassemos algumas etapas que estão previstas no projeto bem montado e bem coordenado pela companheira Dilma”, afirmou o presidente.

Depois, lembrou mais uma vez da ministra. “Eu não poderia deixar de parabenizar a Dilma Rousseff. (…) Companheira Dilma, meu parabéns.” A solenidade ocorreu para a a entrega do Selo Combustível Social ao biodiesel.

Banner Revistas Mobile