Mercado

Lula afirma que metas do biodiesel vão ser atingidas antecipadamente

BRASÍLIA. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem acreditar que as metas de uso do biodiesel misturado ao óleo diesel derivado de petróleo previstas para o período entre 2008 e 2013 serão atingidas antes do tempo. Pela lei, a partir de 2008 será obrigatória a adição de 2% de biodiesel ao diesel usado por caminhões, tratores e carros, mas o percentual sobe para 5% até 2013.

— Acho que vamos superar esse tempo, porque a necessidade está exigindo que sejamos mais rápidos — disse Lula em seu programa semanal de rádio “Café com o Presidente”.

Para ele, o Brasil pode ser o grande fornecedor mundial de biocombustível:

— Todo o mundo desenvolvido vai precisar utilizar biodiesel ou álcool. O planeta Terra vai agradecer ao mundo por ter criado uma alternativa menos poluente do que o óleo diesel e a gasolina — disse.

Investimento reduzirá gastos com importação de petróleo

O presidente disse que o investimento na produção de biodiesel acabará reduzindo os gastos com a importação de petróleo. Lula lembrou ainda que em abril será feito um novo leilão para a compra de 500 milhões de litros de biodiesel:

— Isso vai possibilitar a geração de milhares de empregos e uma economia de dinheiro que o Brasil teria que gastar importando petróleo. Vai chegar o momento em que não vai ter mais petróleo e o Brasil precisa se preparar para esse momento, criando alternativas.

Na última sexta-feira, a Petrobras assinou os primeiros contratos de compra do produto, num total de 65,3 milhões de litros. O próprio presidente Lula comandou a cerimônia, realizada no Palácio do Planalto, onde ele mostrou um “kit biodiesel” — um carrinho de madeira com vidros carregados com sementes de mamona, soja, dendê, pinhão manso, entre outras, usadas como fonte de produção do biocombustível.

Banner Evento Mobile