Mercado

Ipiranga cria veículo tricombustível

A Ipiranga apresenta na próxima Expo GNV, entre 27 e 29 de outubro, no Rio de Janeiro, as vantagens de um veículo flex fuel convertido para GNV – Gás Natural Veicular. O carro, um GOL POWER 1.6 8V Total Flex passou por testes durante um ano pelas ruas da cidade do Rio de Janeiro, onde percorreu aproximadamente 30 mil quilômetros, com a utilização do carro nas mesmas condições do dia-a-dia dos motoristas, ou seja, com congestionamentos, uso de ar condicionado, etc. O trabalho contou com o suporte da equipe do Laboratório de Máquinas Térmicas da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Com a realização destes testes, a Empresa procurou demonstrar que também é possível converter um carro flex fuel para o uso de GNV, com as mesmas vantagens econômicas, já conhecidas, de uma conversão de veículo a gasolina para o GNV.

O consumo de gás foi de 13,1 km/m3, 25% menor do que o de gasolina (9,7 km/l), 44% menor do que o do álcool (7,3 km/l) e 33% menor com o veículo utilizando a mistura gasolina e álcool na proporção 50/50 (8,7 Km/l). As taxas de emissão de CO e CO2 também são inferiores se comparadas aos demais combustíveis.

O veículo flex fuel convertido para GNV apresenta também, em alguns estados, desconto no valor do IPVA. No Rio de Janeiro, por exemplo, a redução no IPVA para veículos convertidos é de 75%. A conversão pode ser feita normalmente nas oficinas registradas no Inmetro e o kit GNV é similar aos já vendidos em todo o País, com custo aproximado de R$ 2,6 mil.

O estudo do Departamento de Gás da Ipiranga mostrou que a economia do GNV em comparação à gasolina é de 63%, de 51% em relação ao álcool e de 58% quando é utilizada a mistura gasolina e álcool na proporção 50/50.

Esse levantamento teve como base o preço médio nacional de R$ 1,19 do m³ do GNV; R$ 2,42 do litro de gasolina e R$ 1,36 do litro do álcool. O retorno do investimento, para um motorista que circula 100 km/dia, por exemplo, acontece em 5,5 meses, quando comparado à gasolina e em 9 meses quando comparado ao álcool.

Banner Revistas Mobile