Mercado

Infinity anuncia compra de usinas de etanol em MG e na BA

A Infinity Bio-Energy anunciou na segunda-feira a aquisição de duas usinas de etanol em construção nos Estados de Minas Gerais e Bahia, que devem entrar em funcionamento em 2008.

A empresa com sede em Bermuda anunciou também a compra de uma usina no Rio Grande do Norte, que será desativada, desmontada e transferida para a unidade que a Infinity deve inaugurar em 2009 no Mato Grosso do Sul.

“Essas aquisições reforçam nossa estratégia de criar núcleos operacionais em regiões com vantagens competitivas em termos de custos logísticos e estruturais”, disse o presidente-executivo da Infinity, Sergio Thompson-Flores, em nota.

O grupo, que tem atualmente 4 usinas no Brasil, pretende chegar a 13 no ano que vem. Sua capacidade de processamento de cana deve atingir 9 milhões de toneladas por ano em 2008 e 29 milhões em 2012.

Na nota, a Infinity anuncia ainda a ampliação do contrato de compra do grupo Disa (Destilarias Itaúnas S.A.), um negócio fechado em março, que agora incluirá também o controle da Newco, fornecedora de cana e equipamentos.

A usina que está sendo construída na Bahia –chamada Ibiralcool, ou Destilaria de Álcool Ibirapuã– terá capacidade inicial para processar 1 milhão de toneladas de cana por ano, número que passará a 1,5 milhão de toneladas em 2009.

Já a usina Cepar (Central Energética Paraíso), em Minas, vai processar inicialmente 840 mil toneladas de cana por ano, podendo passar a 2 milhões de toneladas por ano até 2010.

A Infinity foi fundada em março de 2006, tendo como sócios Thompson-Flores e dois investidores norte-americanos, William Kidd e Andrew Lipman, ambos da Kidd and Co..

Em maio de 2006, a Infinity lançou ações na Bolsa de Londres, atraindo investidores como Stark Investments, Och-Ziff Capital Management Group e a unidade britânica da Merrill Lynch.

Em junho a empresa anunciou a compra de uma fábrica de açúcar da República Dominicana. Graças à Iniciativa da Bacia do Caribe (CBI), a região é isenta da tarifa de 54 centavos de dólar por galão que incide sobre as importações de etanol nos EUA.

No final de 2006, a Infinity disse que pretendia atingir num prazo de dois anos a capacidade de processar de 15 a 20 milhões de toneladas de cana por ano, com investimentos de 300 a 500 milhões de dólares nos próximos 18 meses.

Banner Evento Mobile