Mercado

Índia será grande exportadora de açúcar-demerara

A Índia, que deve superar o Brasil no posto de maior produtor mundial de açúcar, pretende aumentar suas exportações no ano que vem e poderá embarcar cerca de 50% do produto disponível em sua versão não refinada (demerara), disse P. Rama Babu, presidente da Associação das Usinas de Açúcar da Índia.

A Índia – que até agora exportava principalmente açúcar refinado (branco)- pretende aumentar suas exportações da commodity no período de um ano que terá início no próximo dia 1º de outubro, após os preços locais terem recuado quase 50% no último ano, disse Babu.

O aumento das vendas por parte da Índia poderá se somar ao excedente mundial e prejudicar ainda mais os preços do açúcar, commodity agrícola que nos últimos 12 meses foi a de pior desempenho do mercado. O excedente poderá crescer 17%, para 14 milhões de toneladas no ano que terá início em 1o. de outubro, segundo a ED&F Man Holdings Ltd., a maior comercializadora mundial de açúcar.

“Nós prevemos que 50% das exportações totais de açúcar da Índia no ano que vem serão de açúcar não refinado”, disse Babu. “As exportações continuarão independentemente do cenário mundial relativo aos preços.”

A Índia poderá exportar de 3,5 milhões a 4 milhões de toneladas de açúcar em 2008, segundo Julian Stow, diretor de Comercialização da ED&F Man Asia Pte., divisão da comercializadora, sediada em Londres. Babu recusou-se a revelar a quantidade de açúcar que será exportada pela Índia em 2008. É provável que a Índia eleve sua produção de açúcar em 15% no ano que vem, a partir do recorde estimado de 28,5 milhões de toneladas deste ano.

Banner Evento Mobile