Mercado

Filipinas importará etanol do Brasil

As Filipinas vão importar etanol pela primeira vez, com o objetivo de reduzir a sua dependência do petróleo bruto importado, e a maior parte do combustível será comprada do Brasil. “O principal fornecedor provavelmente será o Brasil”, disse o vice-presidente do Conselho Nacional Biocombustíveis, Rafael Coscolluela, sem informar, porém, quando as importações vão começar.

As Filipinas, que importam quase todo o combustível usado em veículos motorizados, começará a implementar, a partir de amanhã, uma lei que exige que as empresas, entre elas a Petron Corp. e as unidades locais da Royal Dutch Shell Plc e da Chevron Corp., usem 5% de etanol na gasolina e 2% de biodiesel no diesel comum como forma de combater uma escassez de combustíveis.

O governo disse que precisa de 184 milhões de litros de etanol para as necessidades deste ano. Além das Filipinas, os EUA e outros países estão exigindo o uso de bioetanol e biodiesel para aumentar a oferta de gasolina e diesel e reduzir a dependência do petróleo importado.

Eric Recto, presidente da Petron, a maior refinaria das Filipinas, e o porta-voz da unidade da Chevron no país, Toby Nebrida, se recusaram a prever as importações de etanol pelas suas empresas. O porta-voz local da Shell, Roberto Kanapi, não respondeu a ligações telefônicas.

Banner Evento Mobile