Mercado

Exportações de carnes registram nova queda

As exportações brasileiras de carnes registraram nova queda na última semana, 14 dias após a confirmação do primeiro foco de febre aftosa no Mato Grosso do Sul.

A média das exportações da terceira semana de outubro foi 9,9% inferior ao registrado até a segunda semana do mês, ficando em US$ 495,2 milhões. Houve queda nos embarques das três categorias de produtos.

Entre os básicos a retração foi de 17,7%, por conta de soja em grão, carne de frango, bovina e suína, farelo de soja e petróleo em bruto. Nos semimanufaturados, queda de 13%, houve diminuição nas vendas de celulose, açúcar em bruto, ferro fundido, couros e peles, madeira serrada e semimanufaturados de ferro. Entre os manufaturados a queda foi de 5,4%, principalmente nos aparelhos transmissores e receptores, autopeças, motores para veículos, calçados, gasolina, açúcar refinado e ônibus.

Por outro lado, as importações apresentaram retração de 17,8% entre a segunda e a terceira semana de outubro, pela média diária. A queda foi motivada pela redução das compras de combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, equipamentos elétricos e eletrônicos, químicos orgânicos e inorgânicos, veículos automóveis e partes, adubos e fertilizantes, e plásticos.

Banner Revistas Mobile