Mercado

Exploração influencia Petrobras e PDVSA

O secretário de Infra-Estrutura, Fernando Dueire, comentou que a possível exploração de petróleo na bacia pernambucana pode ser positiva para a refinaria da Petrobras e da estatal Petroleos da Venezuela S.A. (PDVSA) que será construída em Suape. Entretanto, o titular da pasta salientou que os dois assuntos são independentes. “A refinaria vai processar petróleo da Venezuela”, frisou.

A aquisição de blocos da bacia de Pernambuco e da Paraíba na oitava rodada de licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), no próximo ano, poderia ser interessante para a Petrobras e a PDVSA. E isso não deve ser difícil de acontecer, pois, na sétima rodada realizada esta semana, a companhia energética brasileira garantiu 46% do total de 251 blocos arrematados no leilão.

Estudo do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) revelou que a exploração e produção de petróleo provoca três tipos de efeitos na economia: direto, indireto e de renda. Entre os exemplos, está o de geração de empregos, que pode chegar a 7.612 postos de trabalho diretos, além de outros 11,11 mil indiretos, no caso de um investimento de R$ 1 bilhão.

A Refinaria Abreu e Lima, que terá um custo de US$ 2,5 bilhões, vai gerar dez mil empregos diretos durante sua construção e outros 1,5 mil depois que entrar em operação, em 2011.

Banner Revistas Mobile