Mercado

Cotação da soja dispara em Chicago

São Paulo, Cobertura de posições vendidas e rolagem de contratos elevaram o preço. Pelo quinto dia consecutivo, os preços futuros da soja subiram em Chicago. Os contratos para entrega em maio foram cotados a 526,50 centavos de dólar por bushel (US$ 193,46 a tonelada), variação de 2,1% ante ao preço do pregão anterior. Na semana, a soja acumulou alta de 4,8%.

Segundo a analista Odinéia Santos, da Safras & Mercado, fatores técnicos é que determinaram a alta do dia. Ela explica que houve cobertura de posições vendidas e rolagem de contratos. “Durante toda a semana, os fatores fundamentais se ausentaram das negociações e, em função disso, a recuperação do mercado esteve ligada a indicações técnicas”, diz.

No entanto, de acordo com ela, o quadro fundamental segue bastante desfavorável, pois a safra mundial será 20% superior, chegando a 226,6 milhões de toneladas.

Açúcar

Os contratos futuros de açúcar registraram alta de 1% sexta-feira na bolsa de Nova York. O produto para entrega em maio foi cotado a 9,44 centavos de dólar por libra-peso. Em Londres, a queda foi de 0,7%, fechando a US$ 275,20 a tonelada. Segundo o analista Gil Barabach, da Safras & Mercado, não houve um fator fundamental que provocasse a queda no preço do açúcar. A variação ocorreu devido a rolagem de posições e a compra de fundos.

Segundo Barabach, o que segurou um pouco a queda foi a venda de países produtores, inclusive do Brasil, pois o preço era considerado atrativo. O produto começou a semana cotado a 9,38 centavos de dólar a libra-peso.

Café

As cotações de café caíram em Londres e Nova York na sexta-feira. O contrato para entrega em maio foi cotado a US$ 852 a tonelada e US$ 1,13 a libra-peso, respectivamente, o que representou uma variação negativa de 0,4% na duas bolsas. Segundo analistas de mercado, a baixa verificada foi resultado de correção técnica feita devido às fortes altas da semana. Em comparação com a sexta-feira anterior, o preço acumulou alta de 0,7% em Londres e 2,6% em Nova York. Nesta semana haverá uma sinalização quanto a um novo patamar”, disse um corretor. Segundo ele, o preço se consolidou acima de US$ 1,10 a libra-peso e, durante a semana passada, o mercado testou US$ 1,15.

Banner Revistas Mobile