Mercado

Comitiva do Congo conhece produção etanol em Alagoas

Com o objetivo de acompanhar a produção de etanol no Estado, uma comitiva formada por técnicos e o ministro da Agricultura e Pecuária do Congo, Rigobert Maboundou, foram recebidos nesta sexta-feira, dia 4, no Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Alagoas (Sindaçúcar-AL).

Em reunião, a comitiva destacou a possibilidade de propor ao Governo Federal um acordo de cooperação entre os países. “Estamos interessados pela forma de fabricação de etanol em Alagoas e acreditamos que temos muito a aprender com um país que se destaca em termos de produção de cana-de-açúcar”, disse o ministro.

Cerca de 15 pessoas entre técnicos da Embrapa e empresários do setor discutiram com os visitantes o potencial produtivo em Alagoas. “Estamos sempre de portas abertas para recebê-los. É muito importante trocarmos experiências sobre o nosso modelo de produção, além de conhecermos melhor a realidade de outros países”, destacou José Luiz Leão, representante da Usina Leão.

A comitiva congolesa veio ao Brasil, a convite da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), para estudar a produção de biocombustíveis. “No começo da semana eles estiveram no Amazonas conhecendo a fabricação de biodiesel através do dendê, hoje a tarde conhecerão o processo da produção alagoana de etanol na Usina Santa Clotilde, em Rio Largo”, explicou o coordenador técnico da Embrapa em Alagoas, Antônio Santiago.

Banner Evento Mobile