Mercado

Combustíveis ficarão mais caros

A Petrobras aumentou o preço dos combustíveis nas refinarias no domingo último. A gasolina subiu 12,8% e o óleo diesel, 11,3% nas refinarias. A estimativa da estatal do impacto desses reajustes no bolso do consumidor é se que os dois combustíveis tenham um aumento médio de 9,5%.

A empresa ajustou também o preço do gás de cozinha em 7,7% nas refinarias, que deverá ter um impacto máximo de 4,9% ao consumidor, segundo nota da estatal divulgada nesta sexta-feira. O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para uso industrial vai subir 6,7% e o óleo combustível, também utilizado pelas indústrias, foi elevado em 14,4%.

O querosene de aviação subiu 14,8 por cento, e a nafta petroquímica, 19,4%.

Na avaliação da Petrobras, o impacto ao consumidor, mantidas as atuais margens de distribuição e revenda e regras tributárias (já considerado o futuro reajuste dos preços de referência para efeitos de cálculo do ICMS), não excederia estes valores percentuais os quais estão sujeitos, entretanto, a variações para cima ou para baixo, sempre que a competição na distribuição e revenda levar a variações de margens nestes setores.

Motivo do reajuste – A Petrobras afirmou que o reajuste foi provocado pela elevação dos preços internacionais do petróleo, agravada pela greve na Venezuela. A estatal explicou, no entanto, que a queda recente do dólar contribuiu para “amortecer” a pressão da alta do petróleo. (Invertia)

Banner Revistas Mobile