Mercado

Brasília: Guiana busca cooperação técnica para produção de etanol

A Guiana está interessada em produzir etanol e, para isso, procura cooperação técnica e investimentos brasileiros. Foi o que informou hoje ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, o ministro do Interior da Guiana, Clement Rohee, em Brasília.

“Em relação ao etanol, o Brasil detém a melhor tecnologia, a melhor produtividade e os melhores preços”, afirmou Stephanes. “Toda a tecnologia pública está à disposição dos países vizinhos, da América Central e da África que nos visitam. Quanto mais se produzir etanol, mais países consumirão o combustível”. De acordo com Stephanes, a Guiana está em posição geográfica privilegiada para acessar os mercados do hemisfério norte.

O ministro guianense afirmou que, em dez anos, a Guiana será o único país caribenho a exportar derivados do açúcar. “Temos muita terra agricultável disponível e clima adequado para plantar cana”, completou Rohee.

No encontro, os ministros também discutiram os projetos de cooperação técnica em andamento, por meio da Embrapa, para a produção de caju e soja na Guiana e a possibilidade de instalação de um escritório em Georgetown, capital da Guiana. Além disso, foi discutida a possibilidade de uma missão de produtores brasileiros de etanol visitarem a Guiana para avaliar a possibilidade de investimentos no país.

Banner Evento Mobile