Mercado

Bi-combustível em circulação

O município de Duque de Caxias terá o primeiro ônibus circulando com uso simultâneo de óleo diesel e gás natural (tecnologia Flex Diesel-Gás) no Estado. O veículo da empresa Trel foi apresentado ontem durante solenidade, na cidade, onde estiveram reunidos empresários, autoridades, entre outros convidados. A expectativa do secretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, é que a economia de combustível gerada pela nova tecnologia seja de 30% e que a redução de emissões de poluentes atmosféricos atinja 20%. “Esses números devem proporcionar, futuramente, a redução do preço da passagem”, afirmou.

O secretário explicou que as condições severas de tráfego na Baixada Fluminense contribuirão para o teste da nova tecnologia no ônibus intermunicipal. Se, após a fase experimental, aspectos como o desempenho, consumo, custos de manutenção, entre outros, forem considerados positivos, Victer informou que a iniciativa será expandida para todo o Estado. “Mais uma vez o Rio de Janeiro sai na frente testando em caráter pioneiro uma tecnologia que têm inúmeras vantagens econômicas e ambientais”, acrescentou.

Além das condições de tráfego da Baixada que são encaradas como um importante laboratório de análise da nova tecnologia, o município de Duque de Caxias foi escolhido, segundo Victer, porque o prefeito da cidade, Washington Reis, também é um entusiasta do uso de gás natural. “Há seis meses inauguramos na cidade o primeiro posto público de gás natural para abastecimento de toda a frota da prefeitura. Essa iniciativa vem gerando uma economia de 70% que está permitindo investimentos em outras áreas”, acrescentou.

Victer analisou, ainda, que o sucesso da tecnologia Flex Diesel-Gás vai depender da aceitação do mercado. O secretário, entretanto, disse estar otimista com a resposta dos empresários a essa nova alternativa para o setor de transportes. “Acho que o sucesso será o mesmo alcançado pelo GNV (Gás Natural Veicular) cujo posto de número 400 está para ser inaugurado na Lagoa”, concluiu.

A Prefeitura de Duque de Caxias e a CEG desenvolveram o projeto que será testado no ônibus. A tecnologia consiste na modificação de motores diesel, originais de fábrica, que passam a operar simultaneamente com o gás natural. Todo o processo de mistura dos combustíveis é feito por um sistema de monitoramento computadorizado.

Banner Evento Mobile