Mercado

Audiência pública vai debater sistema Consecana

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural vai realizar audiência pública com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, para debater o sistema de estabelecimento de preços da cana-de-açúcar pelo Conselho de Produtores de Cana, Açúcar e Álcool (Consecana). A audiência foi sugerida em requerimento do deputado Carlos Dunga (PTB-PB), aprovado na semana passada. O Consecana, criado em 1998, define os preços de referência da tonelada de cana-de-açúcar a partir do Açúcar Total Recuperável (ATR) da produção entregue à usina. O índice, divulgado mensalmente, depende dos preços do açúcar nos mercados interno e externo, da qualidade do produto e da produtividade das indústrias do setor.

Segundo Carlos Dunga, os produtores de cana-de-açúcar estão insatisfeitos com o atual modelo porque avaliam que os preços fixados estão defasados. Além do ministro Roberto Rodrigues, a comissão vai convidar para debater a questão, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antônio Ernesto de Salvo; o presidente da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Unica), Eduardo Pereira de Carvalho; o presidente da Organização dos Plantadores de Cana do Centro-Sul do Brasil (Orplana), Manoel Ortolan; o presidente do Sindicato de Produtores de Açúcar e Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar), Renato Augusto Pontes Cunha; o presidente do Sindicato dos Cultivadores de Cana do Estado de Pernambuco (Sindicape), Gerson Carneiro Leão; o presidente da Federação dos Plantadores de Cana-de-açúcar do Brasil (Ferplana), Antônio Celso Cavalcanti de Andrade.

Banner Revistas Mobile