Mercado

ALL amplia o uso da rota com a Bolívia

Em setembro, a América Latina Logística (ALL) conseguiu dobrar o volume médio embarcado para a Bolívia. No primeiro semestre deste ano, foram cerca de 7,5 mil toneladas mensais. No mês passado, esse número subiu para 15 mil toneladas. As principais cargas levadas ao país vizinho são produtos siderúrgicos e bens de consumo. Como carga de retorno, há o minério boliviano. O crescimento se deve ao novo serviço logístico oferecido pela empresa neste semestre: a ALL pega a carga diretamente com o cliente, utilizando caminhões, faz o transbordo para os trens e cuida da documentação e desembaraço aduaneiro.

Expansão

A ALL utiliza o trecho Bauru-Santa Cruz de la Sierra. A empresa faz o transporte da carga da cidade paulista até Corumbá, em um trecho de 1,3 mil quilômetros. Nesse ponto, a boliviana Ferrovia Oriental retira os vagões e os leva até a cidade de Quijarro. O trecho, que fazia parte da Brasil Ferrovias, adquirida pela ALL em maio do ano passado, era pouco explorado. Além disso, anteriormente, os clientes precisavam cuidar de todos os trâmites alfandegários.

De acordo com a assessoria de imprensa da ALL, as perspectivas com o trecho são de crescimento constante. A previsão da empresa é atingir um volume de 20 mil toneladas por mês até o final de 2007. Estão em negociação, para o ano que vem, o transporte de açúcar e outras commodities agrícolas até a Bolívia. A empresa também está trabalhando para captar mais cargas de retorno.

Banner Evento Mobile