Mercado

Açúcar cai 2,7% na Bolsa de Nova York

Liquidação de posições e rolagem de contratos fazem preços caírem. Após a recuperação apresentada ontem, preço do açúcar voltou a cair nesta quinta-feira, na Bolsa de Nova York. Os contratos com vencimento em maio fecharam em queda de 2,70%, cotados a 17,63 centavos de dólar por libra-peso. Segundo o analista Gil Barabach, da Safras & Mercado, o último pregão foi extremamente técnico, com fundos de investimento liquidando contratos devido à proximidade do vencimento da primeira posição (março). Alguns investidores também aproveitaram o movimento para realizar lucros, após as fortes altas registradas nos últimos meses.

O analista informou também que ontem foram registradas vendas de origem, o que contribuiu para a queda das cotações. Ao mesmo tempo, no entanto, a demanda permanece aquecida, com o aparecimento de interesse de compra por parte do Paquistão e da Rússia.

Na avaliação do analista, a tendência para os preços do açúcar é de acomodação, pelo menos até a entrada da safra brasileira, o que deve provocar queda. O rompimento da barreira de 20 centavos, portanto, fica cada vez mais distante. “Quando o mercado trabalhava em 19 centavos, havia a chance de ruptura desse patamar. Mas agora ele perdeu força, deve ficar oscilando nessa faixa de preço”.

Café

Os preços do café seguem em queda. Em Nova York, o contrato para maio recuou 1,90%, para 108,60 centavos de dólar por libra-peso. Na semana, a commodity acumula queda de 8,12%. De acordo com consultor da AgroBrasil, Silvio Alface, a queda é explicada por grande realização de lucros. “Com o bom andamento das lavouras no Brasil, diminuíram os riscos de quebra, o que levou os fundos a venderem seus papéis”, diz.

Banner Evento Mobile