fbpx
JornalCana

Mercado spot de açúcar diminui em abril, segundo o CEPEA/ESALQ

Indicador do Açúcar Cristal CEPEA/ESALQ em SP acumulou alta de 0,4% em abril

Devido ao isolamento social, a demanda por açúcar diminuiu no mercado spot de São Paulo em abril, segundo o CEPEA/ESALQ. Quantidades menores e estritamente necessárias foram negociadas neste período, especialmente por parte das indústrias que comercializam para pronta entrega. Os compradores esperam que o aumento na oferta do cristal com o evoluir da safra reduza ainda mais os preços.

LEIA MAIS > Maximizando a produção de açúcar sem investimentos em novos equipamentos

O Indicador do Açúcar Cristal CEPEA/ESALQ (estado de São Paulo) acumulou alta de 0,4% em abril, fechando a R$ 75,94/saca de 50 kg no dia 30. A média mensal foi de R$ 77,38/saca de 50 kg, 1,36% inferior à de março (R$ 78,45/saca de 50 kg), mas 13,04% acima da média de abril/19 (R$ 68,46/saca de 50 kg), em termos nominais.

Segundo dados da Unica (União da Indústria de cana-de-açúcar), na primeira quinzena de abril/20 (safra 2020/21), as usinas de São Paulo moeram 13,485 milhões de toneladas de cana, 105,28% a mais do que o volume moído em igual período da temporada passada. Desse total, 42,35% foram direcionados à produção de açúcar, contra 28,13% no mesmo período do ano passado. Portanto, foram produzidas 605 mil toneladas de açúcar na quinzena, mais que o triplo do volume produzido no mesmo período da safra passada.

LEIA MAIS > Conab prevê colheita de 630,7 milhões de toneladas de cana

Já os preços no Nordeste mantiveram-se firmes, devido à oferta restrita, especialmente do açúcar cristal. Conforme divulgação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), as condições climáticas no Nordeste foram favoráveis à cultura, o que potencializou a produção. Os estados apresentaram aumento na produção frente à da safra 2018/19 e a região nordestina colheu 49,1 milhões de toneladas de cana, aumento de 10,6% sobre a safra anterior.

Em abril, o Indicador mensal do açúcar cristal CEPEA/ESALQ em Pernambuco foi de R$ 83,17/sc de 50 kg, altas de 0,80% frente a março/2020 e de 13,53% em relação a abril/2019, em termos nominais. Em Alagoas, o Indicador mensal foi de R$ 83,97/sc, alta de 0,85% em relação a março/2020 e de 16,27% frente a abril/2019, também em termos nominais.

Na Paraíba, o Indicador mensal do cristal CEPEA/ESALQ foi de R$ 82,99/sc, queda de 1,5% em relação a março/2020.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram