fbpx

Mercado e competitividade levam usinas a recorrer à governança corporativa

img379

A necessidade de investimentos no setor sucroenergético é cada vez maior e as empresas têm buscado novas estratégias de financiamento, especialmente no mercado de capitais. Esse cenário impõe a necessidade de mudança nos padrões de gestão das empresas e as práticas de governança corporativa tornam-se uma exigência. Usinas até então tradicionalmente familiares, estão tendo que se aproximar de modelos de governança corporativa para poder ingressar no mercado financeiro.

Segundo o presidente a Comissão de Mercado de Capitais e Governança Corporativa da OAB/SP, Paulo Lucena de Menezes, a entrada de novos investidores, especialmente os internacionais, tornaram o mercado mais competitivo e a necessidade de aprimoramento da eficiência e profissionalização também apareceu. “A eficiência tornou-se uma questão de sobrevivência. Some-se à isso a visibilidade do etanol no mercado mundial, que tem atraído grandes players para o setor”, afirmou.

Além disso, as aquisições e fusões dos últimos anos apontam para uma consolidação do setor em torno de algumas empresas. Como grande parta das usinas sucroenergéticas são de origem familiar, precisam desenvolver essas novas práticas de gestão, principalmente em relação à transparência e prestação de contas, itens essenciais para atender seus stakeholders e se tornarem competitivas também.

De acordo com a superintendente adjunto de conhecimento do IBGC ( Instituto Brasileiro de Governança Corporativa), Adriane de Almeida, a governança corporativa é um conceito de controle e organização que estrutura a empresa para crescer. “Chega um momento em que as empresas precisam se organizar, o dono não consegue mais ir tocando sozinho. A governança ajuda no planejamento estratégico, nas diretrizes. O principal ponto é a criação de um conselho de administração, que monitora os executivos em nome do proprietário. É uma oportunidade para os donos participarem e terem especialistas analisando todos os processos”, afirmou.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X