fbpx

Lula pede a pastores orações pela Bolívia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ontem a mais de cem representantes de igrejas evangélicas que eles orem pela Bolívia, um país muito pobre, que precisa de ajuda. Lula defendeu a necessidade de negociar com os bolivianos o preço do gás, avisando que não pretende brigar com o país irmão. Alguns acham que devo mostrar a espada e brigar. Mas, o gás é deles, precisamos deles e um dia vamos ser auto-suficientes. Ao sair em defesa de um entendimento com os bolivianos, que têm insistido em atacar o governo brasileiro e a Petrobrás, Lula afirmou que o caminho é o entendimento porque o bem que eles têm lá é o gás e eles precisam vender o gás e o Brasil precisa comprar. Segundo o presidente, uns queriam que eu atacasse com violência porque eles queriam aumentar o preço e decidiram pela nacionalização das reservas.

E prosseguiu: Não posso fazer isso. Tem de respeitar e conversar. Se eles precisam vender e o Brasil precisa comprar, se os dois têm necessidade, tem de ter entendimento. Então, que seja um preço justo para a Bolívia e justo para o Brasil.

O presidente lembrou ainda que, em 2008, o País terá ampliado sua produção de gás em volume equivalente ao que hoje compra dos bolivianos.

A busca da independência energética foi tema também do programa semanal de rádio, veiculado ontem. Lula comemorou os resultados com a produção de biodiesel e a nova tecnologia que mistura óleo vegetal ao petróleo, formando um novo combustível chamado H-Bio.

Para o presidente, o uso de biocombustíveis poderá mudar a matriz energética do mundo nos próximos anos. E avisou: este programa é a menina dos meus olhos.

Lula comemorou a decisão do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) de começar a testar a utilização de álcool em substituição ao gás natural nas usinas termoelétricas. Será uma extraordinária revolução porque vai aumentar a produção de álcool, declarou o presidente, destacando que o País já exporta muito etanol, mas agora vai ampliar seu consumo internamente.

Segundo Lula, o Brasil será a maior potência energética do planeta no século 21. Não apenas porque a Petrobrás atingiu a auto-suficiência e porque o Brasil é o país que detém maior tecnologia na produção de álcool, mas também porque o Brasil saiu na frente na produção de biodiesel.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X