fbpx

Luís Carlos Guedes promete priorizar defesa sanitária e agroenergia no Ministério

O novo ministro da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, afirmou nesta segunda-feira, ao ser empossado no cargo pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pretende priorizar as políticas de desenvolvimento da agroenergia e a defesa sanitária.

Em seu discurso, ele prometeu, ainda, dar continuidade aos projetos e ações desenvolvidos no Ministério da Agricultura por seu antecessor, Roberto Rodrigues, que pediu demissão na semana passada.

Estou preocupado com o desafio, mas tranqüilo por ter participado de sua equipe (de Rodrigues). Vamos dar prosseguimento aos seus projetos – disse Guedes Pinto, que não poupou elogios ao ex-ministro.

Há um vasto campo de pesquisa para melhorar os índices de produtividade, tanto no processo de produção agrícola quanto industrial para o álcool e o biodiesel – afirmou, no trecho do discurso em que ressaltou a bioenergia.

Defesa sanitária…deve ser objeto de permanente preocupação do ministério. Cada vez mais é condiçao essencial para a manutençao, consolidaçao e ampliaçao de nossa posiçao de grande exportador – afirmou.

Em seu discurso de despedida, Rodrigues fez um longo balanço de sua atuação à frente da pasta e falou das conquistas e também das dificuldades enfrentadas por sua administração, que ele classificou como “maior crise da história recente da agricultura”.

Mais não foi possível fazer; secas sem precedentes, aftosa, queda de preços e de renda, ameaça de influenza aviária, ferrugem asiática, e questões que fogem da competência do MAPA (ministério) foram uma carga impossível de resolver completamente – disse.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X