fbpx

Lucro líquido do Grupo São Martinho cresce quase 100% no primeiro trimestre

Com bom cenário de preços de açúcar e etanol que compensam o aumento de custos de produção, o Grupo São Martinho, registrou nos três primeiros meses da safra 11/12, um lucro líquido de R$ 38 milhões, que representa um crescimento de 99,1% se comparado com o mesmo período do exercício anterior. O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do período foi de R$ 147,1 milhões que reflete um acréscimo de 5,5% em relação ao primeiro trimestre da safra 10/11.

Segundo o Grupo, o lucro líquido reflete o crescimento do EBITDA combinado com o decréscimo das despesas financeiras em consequência da redução do endividamento líquido da companhia. “Contribuíram para o aumento dos custos de produção o acréscimo em 40,4% no valor do Consecana, que impactou os fornecedores e arrendamentos, e a menor diluição dos custos fixos neste primeiro trimestre da safra 11/12, originados pelo menor volume de cana processada devido às variações climáticas”, diz em nota a empresa.

Ainda segundo o Grupo, sobre o atual momento de turbulência no mercado financeiro mundial, os resultados sólidos e uma posição robusta de caixa, ao somar duas vezes o montante da dívida de curto prazo, colocam a empresa em uma posição confortável para atravessar essa situação.

O Grupo São Martinho opera com capacidade de moagem de 14 milhões de toneladas de cana, com suas três usinas: São Martinho, em Pradópolis (região de Ribeirão Preto, SP); Iracema, em Iracemápolis (região de Limeira, SP) e Boa Vista (Quirinópolis, a 300 quilômetros de Goiânia, GO).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X