Leilão da Usina Madhu é suspenso

O leilão da usina de cana-de-açúcar Madhu, controlada pela Renuka do Brasil, foi suspenso. A alienação da unidade estava prevista para esta segunda-feira (23/01), mas foi suspensa por conta de uma liminar, concedida em agravo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“Tínhamos vários interessados em adquirir a usina”, revelou ao JornalCana Fernando Cerello, da empresa responsável pelo leilão da unidade.

Segundo Cerello, não há uma nova data para a alienação da unidade produtiva isolada (UPI) Madhu. “Vai depender da reversão da liminar pelos advogados da companhia sucroenergética”, explicou o executivo da empresa de leilões.

Como foi

A tentativa de venda em leilão da UPI Madhu nesta segunda-feira (23/01) foi a segunda. No primeiro leilão, em dezembro último, quando o valor mínimo foi correspondente a R$ 700 milhões, não houve ofertas.

Nesse segundo leilão, a proposta de valor poderia ser inferior aos R$ 700 milhões, embora os credores teriam de aceitar ou não. Isso porque a Renuka do Brasil está em regime de recuperação judicial desde agosto de 2016.

Localizada no município de Promissão (SP), a Usina Madhu Açúcar e Álcool S. A. tem capacidade instalada de moagem de 6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar divididas em duas linhas de moenda, comportando potencialmente a cogeração a partir de bagaço, com 138 MW instalados, que também pode aproveitar a palha da cana-de-açúcar.

Há potencial para geração de aproximadamente 560.000 MWh para venda de energia por safra a partir de quatro caldeiras com pressão de 65 kgf/cm2.

A capacidade máxima de produção de açúcar VHP é de 3.350 toneladas por dia e a de açúcar cristal (ICUMSA 150) é de 59.000 sacos por dia.

Já a produção máxima de etanol hidratado é de 1.600 m3 por dia e até 750 m3 podem sair na forma de etanol anidro. Ainda podem ser geradas mais de 8.000 t por safra de levedura seca com até 43% de proteína, produzida a partir da fermentação alcoólica.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X