fbpx

La Florida está pronta para o futuro

Josias Messias e Décio Freitas, de Tucumán, Argentina

Francisco Fabián Mino, líder de automação em frente à planta de desidratação de etanol por peneiras moleculares

Durante o XXX Congresso ISSCT, realizado na Argentina, tivemos a oportunidade de visitar uma das usinas do grupo Los Balcanes, a La Florida, na província de Tucumán, que se destaca como uma das usinas mais importantes do país, com vários equipamentos e tecnologias de procedência brasileira, buscando sempre sua modernização e eficiência.

Sua capacidade de moagem nominal atual é de 16.000 toneladas de cana por dia (TCD), com produção de açúcar cristal em processo de três massas, geração de energia para consumo próprio e futura exportação, e destilaria com capacidade nominal para 700 m3/dia de álcool hidratado, produzindo 500 m3/dia de anidro por peneira molecular e ainda 150 m3/dia em uma  unidade de desidratação mais antiga por ciclo-hexano.

A destilaria da La Florida com o sistema de concentração de vinhaça ao fundo

A usina também conta com um sistema de concentração de vinhaça, que fornece vapor vegetal para a destilaria e desidratação, com recuperação de água de qualidade. O projeto foi dividido em duas etapas, com o primeiro evaporador com capacidade de reduzir o volume de vinhaça em até 42% e com os efeitos seguintes (segunda etapa do projeto) em até 80%. Espera-se ter este projeto completamente operacional em novembro de 2019.

Ainda operando com as caldeiras em baixa pressão, a La Florida tem uma caldeira de maior capacidade (220 tvh) já preparada para operar a 65 bar, o que lhe garantirá entrar numa etapa de cogeração com excedente para exportação de energia elétrica, cujo projeto está previsto para o ano que vem.

Josias com Francisco Fabián Mino, líder de automação e Felix Migues, gerente da planta

Gerenciada pelo experiente engenheiro elétrico Felix Migues, a La Florida se sobressai na área de automação, com uma infraestrutura muito bem implementada e lógicas de controle desenvolvidas pela própria equipe da empresa, que contemplam todos os setores de produção industrial. Neste aspecto, encontra-se muito bem preparada para entrar na era da Usina 4.0, como uma das primeiras usinas fora do Brasil a implantar o S-PAA, sistema de gestão industrial avançada que faz a otimização em tempo real da planta industrial, atuando em laços fechados nas malhas de controles existentes e em laços abertos rodando o PDCA Online.

Veja mais sobre o ISSCT 2019

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

1 × três =

X