fbpx
JornalCana

Jalles Machado anuncia lucro líquido de R$105,4 milhões nos 6M22

Resultado é 2,2 superior quando comparado aos 6M21 que ficou em 48,7 milhões

A Usina Jalles Machado divulgou os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre da safra 2021/2022 (2T22) e acumulado no ano (6M22).

Entre os destaques do período publicado no relatório estão: o crescimento de 18% no lucro bruto do trimestre; o aumento de 8% no total de cana processada no semestre 4.414,4 mil/ton; Ebit de R$ 216,9 milhões no trimestre; e lucro de caixa de R$ 80,1 milhões no trimestre uma alta de 21%.

Segundo o relatório, o fato de região não ter tido quebra de safra foi determinante para os bons resultados. “Além de continuarmos favorecidos pelas condições de mercado com alta nos preços do etanol e do açúcar, nossa região não sofreu quebra de safra, o que nos coloca em posição muito privilegiada.

LEIA MAIS > NovaBio afirma que desoneração de etanol importado é desnecessária

A pressão inflacionária também existe nos custos e despesas, porém estes ocorrem em menor proporção. Com isso, temos auferido ganhos de rentabilidade. Enquanto crescemos em 42,6% a receita bruta, que foi de R$ 860,9 milhões nos 6M22, no mesmo período o lucro bruto avançou 81,2% (+13,5 p.p. na margem) e 110,7% no Ebit (20,2 p.p. na margem)”.

No 2T22, o lucro líquido caixa somou R$ 80,1 milhões ante R$ 66,4 milhões no 2T21, alta de 20,7%. Já considerando os 6M22, o lucro caixa foi 99,0% maior, totalizando R$ 173,9 milhões nos 6M22 ante R$ 87,4 milhões no 6M21.

De acordo com o relatório, o projeto da Jalles de investimento para expansão da capacidade segue dentro do cronograma. “Temos contratado equipamentos, serviços e áreas para o brownfield (expansão de 700 mil toneladas na Unidade Otávio Lage e 300 na Unidade Jales Machado até a safra 2024/25). Também temos evoluído nas tratativas de aquisições, processo que temos perseguido com parcimônia e responsabilidade, estudando as melhores alternativas e condições para nossos acionistas.

LEIA MAIS > Grupo Fitotécnico apresentará Censo Varietal – Safra 2021/22 no dia 23

Outro projeto importante é a estratégia que temos desenhado com relação aos insumos com o objetivo de nos proteger para eventuais aumentos de preços e/ou falta para a safra 2022/23). Em parte, conseguimos mitigar isso com a área orgânica de aproximadamente 20,0 mil hectares que não utiliza produtos químicos, em área total de 68,5 mil hectares.”

Moagem de cana

 No 2T22, a moagem total somou 2.304,2 mil toneladas de cana, volume 1,2% maior que as 2.276,4 mil toneladas registradas no mesmo período da safra anterior e maior volume histórico para o segundo trimestre da companhia. Considerando o acumulado no ano, a moagem total totalizou 4.414,4 mil toneladas de cana no 6M22, 8,0% a mais quando comparada com as 4.807,1 mil toneladas nos 6M21.

Com área colhida total de 45,5 mil hectares nos 6M22, a produtividade média foi ligeiramente inferior em relação à safra anterior, com o TCH (tonelada de cana por hectare) atingindo 97,0 t/ha no 6MT22 ante 99,4t/ha no 6M21, porém em linha com o estimado para o período e com o guidance para a safra.

LEIA MAIS > Consultoria aponta instabilidade no mercado de açúcar

O ATR (Açúcar Total Recuperável) no 6M22 foi de 137,6 kg/t nos 6M22, praticamente em linha (+0,7%) em relação ao registrado no mesmo período da safra anterior (6M21, de 136,7 kg/t).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram