fbpx

Jalles faz captação de R$ 41,5 milhões

O grupo sucroalcooleiro Jalles Machado, com duas usinas de cana-de-açúcar em Goiás, realizou uma emissão de R$ 41,5 milhões por meio de certificados de recebíveis do agronegócio (CRA). Os recursos captados serão usados para capital de giro e investimento na renovação de canaviais.

Os papéis, emitidos pela securitizadora Gaia Agro, pagarão juros aos investidores de IPCA acrescido de 8,8% ao ano. O prazo da emissão é de cinco anos, com três anos de carência. A operação foi lastreada em penhor de canaviais da Jalles e em um contrato de venda de etanol com a distribuidora de combustíveis Ale.

Os títulos foram comprados por fundos da BRZ Investimentos, que ficaram com cerca de R$ 31,5 milhões da oferta e pelo Banco do Espírito Santo, com R$ 10 milhões. “Não tínhamos ainda acessado o mercado de capitais. Conseguimos um prazo muito interessante”, afirmou o diretor financeiro da Jalles Machado, Rodrigo Penna de Siqueira.

O grupo tem duas usinas de cana-de-açúcar em Goiás que têm juntas capacidade de processamento de 4,3 milhões de toneladas por temporada. Na safra 2013/14, a companhia moeu 3,8 milhões de toneladas, e a previsão para 2014/15 é de elevar esse volume a 4,250 milhões de toneladas. Além de açúcar bruto, a empresa produz açúcar orgânico para exportação e açúcar cristal para o mercado interno, além de álcool carburante e industrial.

No exercício encerrado em 31 de março de 2013, a Jalles Machado teve receita líquida de R$ 381,2 milhões. O resultado líquido foi um lucro de R$ 9,251 milhões. “A geração de caixa da companhia cresceu 20% nessa safra 2013/14, alcançando R$ 300 milhões. Esse crescimento deverá se repetir em 2014/15”, disse William Orzari Hernandes, sócio da FG Agro, consultoria que presta assessoria financeira para o grupo.

A dívida líquida da empresa, que é controlada pelo grupo Otávio Lage, foi de R$ 788 milhões em 30 de setembro de 2013, devido ao alto nível de estoque formado – R$ 150 milhões para venda na entressafra. A companhia projeta que esse endividamento líquido vá a R$ 760 milhões em março de 2014.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X