Itaú-BBA examina setor de cana-de-açúcar e revela diagnósticos financeiros para 2017

Carvalho: cenário financeiro tende a ser melhor na 2017/18

Recente avaliação feita pelo banco Itaú-BBA constatou que por conta da melhora na geração de caixa livre e aumento no faturamento das usinas na safra passada, o cenário financeiro sucroenergético tende a ser melhor na safra 2017/18.

Leia mais: [Vídeo] Datagro apresenta perspectivas para a safra 2017/18 no Centro Sul

Melhora esta, que só não será mais significativa, porque muitas usinas não investiram para ampliar a produtividade e, sobretudo, amortizar suas dívidas.

Dívida líquida do setor de cana-de-açúcar

De acordo com Guilherme Pessini Carvalho, gerente sênior de Agronegócios do Itaú BBA, em outro exame realizado nas unidades produtoras de cana foi diagnosticado que a relação dívida líquida sobre a cana-de-açúcar processada ficará estável na safra 2016/17 em relação a 2015/16, com valor na ordem de R$ 128,00 por tonelada de cana, diminuindo para R$ 105,00 por ton na safra 2017/18.

Leia mais: EBTIDA de cana-de-açúcar da Adecoagro cresce 3,3% no segundo quadrimestre

Os dados foram apresentados em palestra durante evento Abertura de Safra realizado pela consultoria Datagro.

EBITDA do setor de cana-de-açúcar

De acordo com Carvalho o EBITDA cresceu na safra 2015/16, mas também ocorreu de maneira desigual. “A geração de caixa do setor na safra 15/16 finalmente voltou a ser positiva, mas a conta da dívida ainda é pesada”, disse.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X