Irrigação dá um refresco para preocupação climática

2007-06-27 Irrigacao Milho (3)Aplicar água e vinhaça nos canaviais é um manejo cada vez mais recorrente. Em cenário no qual o déficit hídrico tem pressionado a produtividade da cana, o uso destes recursos tem proporcionado melhores condições para o desenvolvimento da cana. Uma planta sem a correta disponibilidade de água, além de ter seu crescimento prejudicado, não absorverá as corretas dosagens de nutrientes para seu ótimo desenvolvimento. O papel da água no solo é sinérgico e sua contribuição é revertida em maior produção.

Conforme explica Glauber José de Castro Gava pesquisador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), a demanda por sistemas que levem água e nutrientes até a planta está aquecida. “Hoje existe uma demanda crescente por trabalhos para implantação de sistemas de irrigação. É possível observar regiões que antes não sofriam com o clima e hoje já sentem o déficit hídrico pressionando a produtividade dos canaviais”.

Não somente a seca impulsiona a adesão das usinas por este manejo. Ferramenta importante para incrementar o desenvolvimento do canavial, o fornecimento de água e nutrientes tem crescido como método para alta produtividade. “As usinas possuem grande interesse em utilizar a irrigação para alavancar a produtividade. Nos últimos 15 anos mais de cem projetos-pilotos de irrigação de cana-de-açúcar foram instalados em várias usinas pelo Brasil, inclusive muitos destes projetos, com a opção pela irrigação por gotejamento e pelo pivô central rebocável”, explica Rubens Coelho, professor e pesquisador da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz (Esalq/USP).

Leia matéria completa clicando aqui.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X