fbpx

IPCA-15 cai para 0,17% em abril

A queda nos preços de vários produtos importantes nas despesas das famílias levou o Índice de Preços ao Consumidor – 15 (IPCA-15) a recuar para 0,17% em abril, ante 0,37% em março. A variação veio bem abaixo das projeções de analistas do mercado financeiro – que previam taxa em torno de 0,30% – e foi a menor desde setembro do ano passado (0,16%).

O IPCA-15, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é uma prévia do índice oficial (IPCA).

Ambos são calculados com a mesma metodologia e diferem apenas no período de coleta. Enquanto a pesquisa do IPCA-15 ocorre entre os dias 15 do mês anterior e do mês de referência, o levantamento do IPCA abrange o mês cheio.

Em abril, a perda de ritmo em reajustes dos combustíveis e a deflação nos alimentos reduziram o IPCA-15. Um dos destaques do recuo foi a gasolina, que após a alta de 2,17% no IPCA-15 de março desacelerou para 0,65% em abril. O álcool combustível manteve alta significativa (6,73%), mas a variação de preços em abril foi inferior à de março (7,69%). Nos alimentos, a queda foi maior: de -0,08% em março para -0,49% em abril.

Com o impacto da redução do IPCA-15 de março para abril destacaram-se, ainda, a ausência de reajuste em tarifas de ônibus urbanos e a queda nas passagens aéreas (-3,66%) e nos aparelhos de TV, som e informática (-1,29%). No ano, a alta é de 1,58% até abril e de 4,89% em 12 meses.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X